Derrame ou avc

Quais são os sintomas?


MAIOR PARTE DOS PACIENTES COM OBSTRUÇÃO NAS ARTÉRIAS CARÓTIDAS NÃO APRESENTA SINTOMAS! QUANDO PRESENTES, OS SINTOMAS PODEM INCLUIR :

- PERDA DE FORÇA / FORMIGAMENTOS EM UM BRAÇO OU UM LADO DO CORPO - DIFICULDADES / ALTERAÇÕES NA FALA - ALTERAÇÕES NA EXPRESSÃO FACIAL (“BOCA TORTA”.. PUXADA PARA UM LADO) - ALTERAÇÕES VISUAIS, CEGUEIRA, ESCURECIMENTO DE PARTE DA VISÃO... - PERDA DE EQUILIBRIO E COORDENAÇÃO, DESMAIO... QUANDO OS SINTOMAS SÃO DE DURAÇÃO CURTA, MENOS DE 24H COM RECUPERAÇÃO TOTAL, CHAMAMOS DE ACIDENTE ISQUEMICO TRANSITÓRIO.

A PROCURA PELO MÉDICO DEVE SER IMEDIATA!

O que pode ajudar a prevenir?


MAIS DE 90% DOS CASOS ESTÁ RELACIONADO A ATEROSCLEROSE – O ACUMULO DE PLACAS DE CALCIO, GORDURA E FIBROSE NAS ARTÉRIAS. SENDO ASSIM, TODOS OS ESFORÇOS DEVEM SER DIRECIONADOS PARA HABITOS MAIS SAUDÁVEIS, ALIMENTAÇÃO, CONTROLE DA PRESSÃO ARTERIAL E DO COLESTEROL. O DIABETES, QUANDO PRESENTE, DEVE SER RIGOROSAMENTE CONTROLADO E O CIGARRO COMPLETAMENTE ABANDONADO! DEVE HAVER CONSCIÊNCIA DA NECESSIDADE DE NÃO FUMAR E AJUDA OFERECIDA SEMPRE. O ULTRASSOM DOPPLER É UTILIZADO PARA CONFIRMAR A PRESENÇA DE OBSTRUÇÃO DAS CARÓTIDAS E VERTEBRAIS QUANDO HA SUSPEITA CLINICA.

Como é feito a avaliação?


AS CONDIÇÕES GERAIS DE SAÚDE E A PRESENÇA DE OUTRAS DOENÇAS (CARDIACA, PULMONAR, RENAL..) DEVEM SER LEVADAS EM CONSIDERAÇÃO. ALÉM DISSO, O ACOMPANHAMENTO NEUROLÓGICO É IMPORTANTE E DEVEM SER DEFINIDOS DANOS JÁ INSTALADOS, COM AUXILIO DE EXAMES COMO A TOMOGRAFIA OU RESSONANCIA. O ULTRASSOM DOPPLER É UM EXCELENTE EXAME INICIAL. ALÉM DE MUITO PRECISO NA AVALIAÇÃO DA MAIOR PARTE DOS CASOS, É INDOLOR E NÃO INVASIVO, PODENDO SER REALIZADO NO PROPRIO CONSULTORIO MEDICO. EM SITUAÇÕES ESPECIFICAS OU DE DÚVIDA, OUTROS EXAMES SÃO UTILIZADOS, COMO ANGIOTOMOGRAFIA OU ANGIOGRAFIA, AMBOS COM O USO DE CONTRASTE.

Como é feito o tratamento?


O TRATAMENTO ENVOLVE O CONTROLE DOS FATORES DE RISCO, COMO HIPERTENSÃO E COLESTEROL. O PROCESSO DE OBSTRUÇÃO DAS CARÓTIDAS PODE SER RETARDADO COM USO DE MEDICAMENTOS QUE REDUZEM O COLESTEROL. O MAIOR RISCO CONSISTE NA INSTALAÇÃO DE NOVO AVC. O USO DE MEDICAMENTOS ANTIAGREGANTES PLAQUETARIOS REDUZ DE FORMA SIGNIFICATIVA ESTE RISCO. DE ACORDO COM O RISCO DE AVC (AVALIADO PELA GRAVIDADE DA OBSTRUÇÃO E PRESENÇA DE SINTOMAS) A MELHOR FORMA DE TRATAMENTO É A REVASCULARIZAÇÃO DAS CARÓTIDAS, ATRAVÉS DA CIRURGIA CONVENCIONAL OU ANGIOPLASTIA ENDOVASCULAR.

Como é a cirurgia convencional ás carótidas?


A CIRURGIA (ENDARTERECTOMIA) DE CARÓTIDAS É REALIZADA SOB ANESTESIA E CONSISTE EM EXPLORAR DIRETAMENTE O LOCAL DA OBSTRUÇÃO NA ARTÉRIA E RETIRAR TODA A PLACA OBSTRUTIVA. É UMA TECNICA MUITO EFICIENTE E COM ÓTIMOS RESULTADOS NA PREVENÇÃO DO AVC. EM MUITOS CASOS HÁ NECESSIDADE DE USO DE ENXERTO SINTÉTICO (PATCH) PARA EVITAR QUE A ARTÉRIA SE ESTREITE E OBSTRUA COM O PASSAR DO TEMPO. A RECUPERAÇÃO INICIAL EM UTI É IMPORTANTE PARA MONITORAMENTO NEUROLÓGICO E CONTROLES DA PRESSÃO.

POR SUA VEZ O TRATAMENTO ENDOVASCULAR DAS CARÓTIDAS É ATRAVÉS DE PUNÇÃO OU MICROINCISÃO SOB ANESTESIA NA PELE, EM GERAL NA REGIAO FEMORAL (VIRILHA) É POSSIVEL REALIZAR O CATETERISMO DA CARÓTIDA. O LOCAL DA OBSTRUÇÃO É CRUZADO DELICADAMENTE COM FIO METALICO MUITO FINO, E UTILIZA-SE DISPOSITIVOS PARA PREVINIR QUE PARTÍCULAS SE SOLTEM E CAUSEM AVC. EM GERAL SE USA STENT METALICO E BALÃO PARA DILATAR A PASSAGEM E RECUPERAR O FLUXO, ALÉM DE PROTEGER CONTRA O DESPRENDIMENTO DE ALGUM FRAGMENTO COM CONSEQUENTE AVC É MENOS AGRESSIVO, TEM RÁPIDA RECUPERAÇÃO E TEM BONS RESULTADOS EM CENTROS ESPECIALIZADOS.